http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/issue/feed Revista da Faculdade de Odontologia - UPF 2020-12-16T14:36:35-03:00 Coordenação de Editoração da REVFO-UPF revfo@upf.br Open Journal Systems <p>A RFO UPF é uma publicação quadrimestral dirigida à classe odontológica que tem por objetivo disseminar e promover o intercâmbio de informações científicas, divulgando artigos inéditos de investigação científica; resumos de teses, dissertações e monografias; relatos de casos clínicos e artigos de revisão sistemática que representam contribuição efetiva para a área do conhecimento odontológico.</p> http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10390 Avaliação do volume das vias aéreas superiores conforme o padrão facial 2020-12-11T10:47:18-03:00 Tiago Nascimento Mileto, Mr. tmileto@gmail.com Cassian Taparello cassian.taparello@gmail.com Francieli Pasqualotto franpasqualotto.fp@gmail.com Ferdinando De Conto, Dr. ferdiupf@gmail.com Adriano Pasqualoti, Dr. pasqualoti@upf.br Mateus Ericson Flores, Dr. mef@upf.br <p><strong>Objetivo</strong>: Analisar o volume da via aérea superior em pacientes adultos saudáveis, a partir de exames de TCFC, comparando o padrão facial esquelético I, II e III, considerando a idade e o sexo. <strong>Método</strong>: Um estudo retrospectivo de análise do banco de dados de uma clínica radiológica, com uma amostra de 129 exames de face total em formato DICOM, datados de 2015 a 2018. Após a divisão da amostra em três grupos, conforme o padrão esquelético, as medidas volumétricas foram obtidas através do aplicativo ITK-SNAP versão 3.6.0, um processador gratuito de segmentação anatômica 3D. <strong>Resultados</strong>: A amostra foi separada em padrão I com 60 exames, padrão II com 48 e padrão III com 21 exames. O sexo feminino foi o mais frequente com 69,8% (n = 90) e a média de idade foi definida em 35 anos. O volume médio geral foi de 22.774,2 mm³ e a média entre os padrões esqueléticas não apresentou diferença significante (p = 0,251), segundo o teste não paramétrico de Kruskal-Wallis (p &lt; 0,05). Na análise do dimorfismo sexual, os homens apresentaram maior volume, com diferença estatística (p = 0,033) através do teste de Mann-Whitney. <strong>Conclusão</strong>: O volume médio da VAS entre indivíduos saudáveis com padrão facial I, II e III não apresentou diferença significativa, apenas uma discreta variação, sendo o padrão III maior em 14,8% do que o padrão I. O sexo masculino se destacou com maior volume e a variação da idade não teve correlação com o volume do EAF.</p> 2020-12-11T09:17:49-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10285 Avaliação da ocorrência e dos conhecimentos sobre disfunção temporomandibular em profissionais da Equipe de Saúde da Família do Grupo Hospitalar Conceição 2020-12-11T10:48:45-03:00 Angélica Rhoden angelica_rhoden@hotmail.com Marcylene Arruda Braz marcy.braz@hotmail.com Myrian Camara Brew mcbrew@terra.com.br Raul Antônio Cruz raulantoniocruz@gmail.com Eduardo Grossmann edugdor@gmail.com Caren Serra Bavaresco c_bavaresco@yahoo.com.br <p>As disfunções temporomandibulares (DTM) são caracterizadas por um conjunto de problemas clínicos que envolvem a articulação temporomandibular, os músculos da mastigação e as estruturas associadas. Considerando-se o elevado número de pessoas com DTM e que a busca por tratamento tem aumentado nos últimos anos, o objetivo do presente estudo foi avaliar a prevalência de DTM entre os integrantes da Equipe de Saúde da Família (ESF) e o conhecimento dos profissionais em relação a essa condição. Os questionários foram aplicados em 87 profissionais da ESF do Grupo Hospitalar Conceição. O primeiro questionário avaliou a prevalência de DTM, no segundo foi coletado os dados sociodemográficos e, por último, avaliou-se o conhecimento sobre a etiologia, o diagnóstico e o tratamento das DTM. A análise dos dados foi realizada através dos testes Qui-quadrado ou Teste T de Student para um p≤0,05.&nbsp; Os resultados demonstraram que os profissionais incluídos, em sua maioria, apresentam DTM leve e que o percentual de acertos dos dentistas foi superior estatisticamente ao dos médicos apenas no item tratamento. É de suma importância que os profissionais das ESF estejam preparados para atender a demanda de pacientes que apresentam os sinais e sintomas compatíveis com DTM.</p> 2020-12-11T00:00:00-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10485 Oferta da disciplina de Estomatologia nos cursos de Odontologia do sudeste brasileiro 2020-12-11T10:51:06-03:00 Yuri de Lima Medeiros yuri11medeiros@gmail.com Paula Verona Ragusa da Silva paula.ragusa@hotmail.com Danielle Fernandes Lopes danielleferlopes@hotmail.com Luan Viana Faria luanvfaria13@hotmail.com Letícia Drumond de Abreu Guimarães leticiadrumond@usp.br <p>Objetivos: Oferecer um panorama sobre a presença da disciplina de Estomatologia nos projetos pedagógicos dos cursos de graduação em Odontologia da Região Sudeste do Brasil, no ano de 2019. Métodos: Estudo exploratório, quantitativo e transversal, na qual as grades curriculares dos cursos foram analisadas, totalizando uma amostra final de 144 cursos, incluindo instituições privadas e públicas. As variáveis avaliadas foram a oferta da disciplina, categoria administrativa e localização da Instituição de Ensino Superior (IES), natureza do componente curricular, forma em que o conteúdo é ministrado e carga horária. &nbsp;Resultados: Apenas 88 (61,11%) instituições ofertavam a disciplina em sua grade curricular, sendo que 82 (93,1%) ofertam o conteúdo de forma obrigatória, e a maioria de forma teórico-prática. A carga horária variou de 33 a 285h, com média de 111,9h. Conclusão: O presente estudo evidenciou a dissonância com a qual a disciplina de Estomatologia é ministrada, bem como a deficiência de sua oferta por parte de muitas das instituições averiguadas.</p> 2020-12-11T09:32:17-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/9827 Ambiente escolar como cenário de um estágio em atenção primária: análise político-pedagógica de vivências experimentadas 2020-12-11T11:09:14-03:00 Luiz Eduardo de Almeida luiz.almeida@ufjf.edu.br Alexandre Ferraz da Silva luiz.almeida@ufjf.edu.br André Luís Melo Batista luiz.almeida@ufjf.edu.br Bruno Romano de Oliveira luiz.almeida@ufjf.edu.br Clareliz Diógenes Santos luiz.almeida@ufjf.edu.br Clarisse Cassimiro Almeida luiz.almeida@ufjf.edu.br <p><em><u>Objetivo:</u></em> analisar as significâncias político-pedagógicas de vivências experimentadas por estagiários de um curso de Odontologia em um ambiente escolar. <em><u>Metodologia:</u></em> estudo qualitativo transversalmente estruturado sob estratégia narrativo-descritiva e moldado à técnica argumentativa. <em><u>Resultados:</u></em> o “Estágio de Clínica Integrada em Atenção Primária” foi didaticamente sistematizado em dois períodos, “Pré-intervenção” e “Intervenção”. Do primeiro, se desvendaram duas ações, a “Contextualização dos acadêmicos estagiários” e a “Estruturação, Ambientalização e Levantamento de necessidades do ambiente de trabalho”. Já o segundo foi guiado pelo instrumento “TPC” (Teorizar-Praticar-Criticar), onde todas as ações programadas seguiram a lógica ativa do planejamento estratégico, ou seja, contextualizadas às realidades do cenário de prática (ambiente escolar). <em><u>Conclusão:</u></em> das experimentações vivenciadas algumas inferências se destacaram: a efetividade do instrumento “TPC” no direcionamento dos acadêmicos estagiários no planejamento estratégico de atividades de educação em saúde; o reconhecimento do ambiente escolar como território fértil para o desenvolvimento de ações promotoras de saúde; a importância de se disseminar, em espaços científicos, os aprendizados advindos de experimentações práticas de estágios.</p> 2020-12-11T10:45:11-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/9915 Avaliação da ação antimicrobiana de medicações intracanais à base de produtos fitoterápicos associados à clorexidina e sua influência na alteração de cor da estrutura dentinária 2020-12-11T11:26:28-03:00 Matheus Albino Souza matheus292@yahoo.com.br Huriel Scartazzini Palhano Palhano matheus292@yahoo.com.br Bárbara Facco Rauber Facco Rauber matheus292@yahoo.com.br Lourenço Luís Albarello matheus292@yahoo.com.br Guilherme Lima matheus292@yahoo.com.br Bianca Pazinatto matheus292@yahoo.com.br Karolina Frick Bischoff matheus292@yahoo.com.br Daniel Lima Dalla Lana matheus292@yahoo.com.br Juliane Bervian matheus292@yahoo.com.br Doglas Cecchin matheus292@yahoo.com.br Ana Paula Farina matheus292@yahoo.com.br <p><strong>Objetivo: </strong>Avaliar, in vitro, a ação antimicrobiana de medicações intracanais à base de produtos fitoterápicos associadas a um veículo biologicamente ativo e sua influência na alteração de cor na estrutura dentinária.<strong>Métodos:</strong>80 dentes unirradiculares humanos foram selecionados. Os canais foram inoculados por 15 dias com 100 μl de cultura de Enterococcus faecalis e, foram divididos aleatoriamente em 8 grupos (n=10) conforme as diferentes medicações intracanais: água destilada (DW) (controle negativo); clorexidina gel 2% (CHX) (controle positivo); hidróxido de cálcio, extrato de semente de uva (GSE) e extrato de gengibre (GE), associados a água destilada ou CHX 2%. As medicações intracanais permaneceram nos canais por 14 dias. A avaliação da descontaminação foi realizada pela contagem de unidades formadoras de colônias (UFCs), antes e 14 dias após os tratamentos. Para avaliação da alteração de cor, foram confeccionados, 80 blocos de dentina que permaneceram em contato com as medicações por 14 dias. A mensuração da cor foi realizada antes e após a imersão das amostras nas medicações por meio de espectrofotometria digital.<strong>Resultados: </strong>A maior capacidade de redução bacteriana foi observada nos grupos 4 , 6 , 7&nbsp; e 8 , sem diferença estatistitica. Após 14 dias de tratamento, os grupos 4 e 7&nbsp; apresentaram as maiores medianas de alteração de cor da estrutura dentinária, sendo estatisticamente superiores aos demais grupos testados . <strong>Conclusão:</strong>A adição de clorexidina gel 2% aumentou a ação antimicrobiana das medicações intracanais a base de produtos fitoterápicos, e induziram alteração de cor significativa na dentina.</p> 2020-12-11T11:11:24-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10151 Autopercepção da qualidade de vida relacionada com a saúde bucal de idosos em Fortaleza, Ceará 2020-12-16T09:01:41-03:00 Gemakson Mikael Mendes gemaksonmm@gmail.com Jéssica Soares de Sousa Soares de Sousa jessica_soares18@hotmail.com Raul Anderson Domingues Alves da Silva raulanderson_alves@hotmail.com Walda Viana Brigido de Moura waldaufc@gmail.com Rômulo Rocha Regis romuloregis@hotmail.com Ana Karine Macedo Teixeira anakarinemt@hotmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> avaliar a autopercepção da qualidade de vida relacionada com a saúde bucal de idosos institucionalizados e não institucionalizados. <strong>Método:</strong> estudo epidemiológico, transversal, tendo como público-alvo, idosos com mais de 60 anos de uma instituição de longa permanência – ILPI (n=23) e de grupo de convivência de idosos (n=22), ambos localizados em Fortaleza - CE. Para a análise da autopercepção em saúde bucal, foi utilizado o índice GOHAI (Geriatric Oral Health Index). Para avaliar o nível de dependência foi aplicado o teste de Barthel e o teste de Pfeiffer para analisar o estado cognitivo. <strong>Resultados:</strong> A pontuação média dos valores do índice GOHAI foi de 32,6; entretanto foi percebido um alto número de edêntulos, já que apenas 17,7% da amostra possuía 21 dentes ou mais na boca. Percebeu-se que os idosos analfabetos e aqueles que utilizavam prótese total inferior estavam mais satisfeitos com a sua saúde bucal enquanto que outros fatores socioambientais não apresentaram valores estatisticamente significantes. <strong>Conclusão:</strong> a autopercepção é um conceito variável e subjetivo que nem sempre representa as reais necessidades clínicas do indivíduo.</p> 2020-12-11T11:31:36-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10239 Programa de Educação pelo trabalho para a saúde “PET-SAÚDE” na formação profissional de dentistas: lesões aprendidas na atenção primária 2020-12-16T09:27:26-03:00 Patricia Vitor de Souza mabel.salas@ufjf.edu.br Ana Maria Lucas Guimarães mabelmssalas@gmail.com Bruna Bruschi Oliveira mabelmssalas@gmail.com Daniella Andrade Guimarães mabelmssalas@gmail.com Mabel Miluska Suca Salas mabel.salas@ufjf.edu.br Christiane Carvalho Murta Botelho mabelmssalas@gmail.com <p><strong>Objetivo.</strong> O objetivo do estudo foi analisar a percepção do impacto do programa PET-SAÚDE/GRADUASUS na formação em odontologia e na interação ensino, serviço e comunidade. <strong>Metodologia.</strong>Trata-se de um relato das ações realizadas e percepção dos discentes de odontologia na formação profissional odontológica e integração ensino, serviço e comunidade do programa PET-SAÚDE/GRADUASUS. Durante um ano foram realizadas e registradas atividades em conjunto com a equipe de saúde bucal de diagnóstico situacional, planejamento estratégico e de intervenção na comunidade da área de abrangência da Estratégia de Saúde da Família São Raimundo I.&nbsp; Ações educativas nos grupos operativos, visitas domiciliares, escolas e salas de espera da ESF focando em agravos à saúde prioritários foram realizadas. <strong>Resultados.</strong> Em decorrência das ações de educação, a sobrecarga da demanda do profissional diminuiu. A comunidade recebeu maior assistência das ações de prevenção, promovendo-se a participação ativa no processo saúde-doença. Na percepção discente houve a ampliação do conhecimento sobre a o processo saúde-doença e o Sistema único de Saúde, através da vivência prática de conceitos teóricos, assim como a aquisição de habilidades e capacidades necessárias para a atuação em saúde. <strong>Conclusão.</strong> As ações realizadas como parte do programa promoveram resultados positivos na formação profissional, beneficiando o serviço e a comunidade e a integração entre eles.</p> 2020-12-16T09:27:25-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10639 Satisfação dos usuários atendidos na Clínica Integral de Odontologia da Universidade Federal de Pernambuco e fatores associados 2020-12-16T10:29:09-03:00 Anna Anna Danielly Almeida do Nascimento annadanielly1@gmail.com Henriqueta Nubia Pereira da Silva nubiapereira_@hotmail.com Oscar Felipe Fonseca de Brito oscar_brito01@hotmail.com Alice Kelly Barreira alicekelly@yahoo.com <p><strong>Objetivo</strong>: Avaliar a satisfação dos usuários atendidos nas clínicas integrais do curso de Odontologia da Universidade Federal de Pernambuco, e a associação com fatores relacionados ao paciente, ao acesso e ao atendimento. <strong>Método:</strong> Trata-se de um estudo descritivo, quantitativo, de corte transversal, partindo de uma amostra de conveniência, realizado com 81 pacientes adultos, de ambos os sexos. Foi aplicado um questionário semiestruturado com questões do Questionário de Avaliação dos Serviços de Saúde Bucal – QASSAB, uma questão de ansiedade ao tratamento odontológico (Dental Anxiety Question modificada) e dados individuais do paciente, como sexo, idade, escolaridade, local de residência e procedimentos realizados. <strong>Resultados:</strong> Os resultados demonstraram que os usuários consideraram a obtenção de uma vaga como razoável ou fácil (75,3%) e o tempo na fila de espera como razoável ou curto (66,7%), a maioria dos participantes respondeu que o motivo da procura por atendimento na clínica era o fato de não ter dinheiro para pagar o tratamento particular e 40,7% dos pacientes manifestaram algum sinal de ansiedade. Houve uma avaliação positiva do ambiente físico do serviço por parte dos usuários, para a maioria das variáveis pesquisadas. No entanto, apenas a variável Organização foi significativamente associada com a satisfação dos usuários. <strong>Conclusão:</strong> De forma geral os resultados encontrados nesta pesquisa indicam um bom nível de satisfação, porém, tornam-se necessárias reavaliações periódicas para obtenção de informações importantes que possibilitem melhorias na estrutura e no atendimento das clínicas.</p> 2020-12-16T10:29:09-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10998 Efeito do extrato da própolis e do digluconato de clorexidina sobre a formação de biofilme por Candida albicans em resina acrílica 2020-12-16T10:35:45-03:00 João Vitor Oribka Roque jv.oribkaroque@gmail.com Lilian Cristiane Baeza jv.oribkaroque@gmail.com Eduardo Alexandre Loth jv.oribkaroque@gmail.com <p>Objetivo: avaliar <em>in vitro</em> a ação antimicrobiana do extrato da própolis (EP) e do digluconato de clorexidina (DCHX) na formação de biofilme <em>por C. albicans</em> em resina acrílica termopolimerizada. Métodos: o efeito do EP e DCHX em biofilmes de <em>C.</em> <em>albicans</em> foram avaliados através da quantificação de Unidades Formadoras de Colônias (UFCs) e pela quantificação da biomassa por cristal violeta e polissacarídeos por safranina. Para tanto, <em>C. albicans</em> foram pré-aderidas em corpos-de-prova e somente em microplacas de poliestireno e posteriormente foi realizado o tratamento com diferentes concentrações de EP (221 e 443 μg/mL) e DCHX (0,25% e 0,5%). Resultados: foi demostrado uma redução significativa na formação de biofilme por <em>C. albicans, </em>com ambas as substâncias testadas e em todas as concentrações. &nbsp;Conclusão: tendo em vista as dificuldades e os vários fatores que interferem no tratamento da candidose oral com antifúngicos e ao fato de essa ter sido relatada como problema de saúde pública, com alta incidência em usuários de próteses removíveis, faz-se necessários lançar-se mão de outras alternativas que possam ser mais eficazes no tratamento desta infecção, levando-se em consideração os efeitos colaterais para o paciente, sendo bem indicado o EP, por ser produto de uso tópico e, portanto, de fácil aplicação, possuindo custo menos elevado.</p> 2020-12-16T10:35:44-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10232 Efeito da polimerização adicional com micro-ondas na rugosidade superficial de duas resinas compostas 2020-12-16T10:51:23-03:00 Cristal Fernandez de Carvalho tassia_moniq@hotmail.com Tássia Monique dos Santos Pereira tassia_moniq@hotmail.com Iris Durães tassia_moniq@hotmail.com Carolina Baptista Miranda tassia_moniq@hotmail.com Renan Couto Oliveira tassia_moniq@hotmail.com Reginaldo Santos Borba Júnior tassia_moniq@hotmail.com <p class="Default" style="text-align: justify; line-height: 200%;"><strong>Introdução:</strong> A resina composta é um dos materiais restauradores mais pesquisados na Odontologia, visando melhorias nas suas propriedades e aperfeiçoamento da técnica. Este trabalho tem o objetivo de avaliar a rugosidade superficial de duas resinas compostas, microhíbrida e nanoparticulada, após a polimerização adicional com micro-ondas. <strong>Materiais e métodos:</strong> Para cada resina composta, foram confeccionados 24 corpos de prova<span style="color: windowtext;">, medindo 0,8cm de diâmetro interno por 0,2cm de espessura</span>, dos quais, 12 receberam polimerização adicional com micro-ondas e 12 apenas a polimerização com luz azul visível. Foram estabelecidos quatro grupos: G1- resina microhíbrida submetida polimerização convencional, G2 - resina nanoparticulada submetida a polimerização convencional, G3- resina microhíbrida exposta a polimerização adicional em forno de micro-ondas caseiro e G4- nanoparticulada exposta a polimerização adicional em forno de micro-ondas caseiro. O<span style="color: windowtext;">s corpos de prova foram lixados em politriz com o intuito de uniformizar as superfíci</span>es, seguidos pela leitura no <span style="color: windowtext;">rugosímetro digital Mitutoyo SJ 301</span>. O teste não paramétrico Exato de Mann-Whitney (significância de 5%) foi realizado utilizando a média aritmética (Ra, µm). <strong>Conclusão:</strong> Não houve significância estatística entre os tipos de polimerização e nem entre as diferentes resinas compostas estudas.</p> 2020-12-16T10:51:22-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10236 Avaliação do impacto da dor de dente, da cárie não tratada e suas consequências na qualidade de vida de crianças brasileiras 2020-12-16T11:19:00-03:00 Maria Clara Calvancati Campêlo mariaclaraccampelo@gmail.com Renata Matos Lamenha Lins renatamlamenha@gmail.com Gabriela Freire Alves gabriela.freire.alves@hotmail.com José Cláudio Santos Costa claudiocostaodonto@gmail.com Valdeci Elias dos Santos-Júnior valdeciodonto@gmail.com <p><strong>Objetivo: </strong>Avaliar o impacto da dor de dente e das consequências da cárie não tratada na qualidade de vida de crianças entre oito e 10 anos com baixos indicadores socioeconômicos. <strong>Métodos: </strong>Nesse estudo transversal, 230 crianças escolares foram submetidas a um exame clínico, no qual foram medidos seu CPO/ceo e seu PUFA/pufa. Em um segundo momento elas responderam a dois questionários: um sobre a qualidade de vida (CPQ<sub>8-10</sub>) e o outro sobre odontalgia. Os dados foram analisados estatisticamente através dos testes de Chi quadrado, Mann-Whitney ou Kruskal-Wallis para avaliar a associação entre as variáveis e o impacto na Qualidade de Vida Relacionada à Saúde Oral (QdVRSO) da criança. Para estabelecer a existência de fatores de risco para impacto na QdVRSO entre as variáveis um modelo de Regressão de Poisson foi aplicado. <strong>Resultados: </strong>A presença de cárie (p = 0,003; RP 2,39; 95% IC 1,04-1,56), a severidade da cárie não tratada (p = 0,008; RP 2,86; 95% IC 1,13-2,00), dor de dente (p &lt; 0,001; RP 2,31; 95% IC 1,64-3,27) e PUFA/pufa (p &lt; 0,023; RP 2,68; 95% IC 1,10-1,87) foram associados com impacto na QdVRSO, assim como também foram fatores preditores para o mesmo. Todas as então citadas variáveis também exerceram efeito sobre a sub-escala do bem-estar social (p ≤ 0,001), enquanto a presença de cárie esteve estatisticamente conectada com a sub-escala do bem-estar emocional (p = 0.008) e a dor dentária com todas as sub-escalas da QdVRSO (p ≤ 0,001). <strong>Conclusão: </strong>As consequências clínicas da cárie não tratada e a dor dentária exercem uma influencia negativa na qualidade de vida das crianças analisadas.</p> 2020-12-16T11:17:27-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/9332 Reabilitação de maxila atrófica com implantes zigomáticos: relato de caso 2020-12-16T11:25:08-03:00 Filype Kaique Leite Rocha filypekaique@hotmail.com Leila Guerreiro de Jesus leilaguerreiroj@gmail.com Adriano Freitas de Assis adrianoassis@hotmail.com <p>Maxilas severamente atrofiadas representam um desafio às reabilitações implantossuportadas. A reconstrução maxilar com enxertos ósseos para permitir a reabilitação com implantes osseointegrados é um tratamento com boa previsibilidade e alto índice de sucesso. No entanto, a morbidade causada pela necessidade de regiões doadoras e grande quantidade de osso dificulta a aceitação dos pacientes; podendo, inclusive, ser contraindicada dependendo da condição sistêmica. O objetivo deste trabalho é revisar a literatura, discutir as indicações, complicações, previsibilidade das reabilitações com implantes zigomáticos, assim como relatar um caso. Os implantes zigomáticos surgiram como uma alternativa para a reabilitação de pacientes maxilectomizados, decorrente da exérese de tumores. Contudo, a técnica foi extrapolada para os casos de atrofia óssea severa, como abordado no caso em questão, e perdas ósseas decorrentes de infecções ou traumas, diminuindo o tempo e a morbidade do tratamento, quando comparada à reconstrução óssea. A reabilitação com implantes zigomáticos pode apresentar complicações, como o mau posicionamento dos implantes, comprometendo a reabilitação; todavia, apesar das restrições da técnica, a literatura mostra que os implantes zigomáticos, quando bem indicados, representam uma boa alternativa para a reabilitação de maxilas severamente atrofiadas.</p> 2020-12-16T11:25:08-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/9415 Sialolithiasis of minor salivary gland in labial mucosa: a clinical finding 2020-12-16T11:34:57-03:00 Hélder Domiciano Dantas Martins, DDS, MSc student helderdomiciano@gmail.com Wellington Hideaki Yanaguizawa, DDS, MSc, PhD student wellingtonkibe@usp.br Marília Trierveiler, DDS, PhD, Associate Professor trierveiler@usp.br Bruno Cesar de Vasconcelos Gurgel, DDS, PhD, Professor bcgurgel@yahoo.com.br Camila de Barros Gallo, DDS, PhD, Professor camilabg@usp.br <p>Sialolithiasis is the most common form of obstructive sialadenitis caused by a mixture of different calcium phosphates and an organic matrix. It is one of the most common salivary gland diseases, often attributed to the submandibular gland, with no relation to age or gender. However, it is rarely reported in the minor salivary glands. A 43-year-old female patient presented with a single, yellow and asymptomatic nodule in the labial mucosa at clinical examination. The clinical hypotheses were lipoma and fibrous hyperplasia. The lesion was biopsied, and the histopathological analysis showed a mineralized tissue. The final diagnosis was sialolithiasis and the patient remained under follow-up (8 months) without relapse. This case shows that sialolithiasis should be included in the diagnostic hypotheses when occur in a minor salivary glands area and emphasizes the importance of a complete clinical examination since it was not complaint of the patient.</p> 2020-12-16T11:34:57-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10229 Instrumentação reciprocante em canal mésiovestibular de molar superior após fratura de lima endodôntica 2020-12-16T11:38:31-03:00 Micael Sampaio da Silva caelsampaiosilva@gmail.com Maria Angélica Farias Grangeiro caelsampaiosilva@gmail.com <p>Objetivo: o objetivo do presente estudo é reportar um caso clínico de ultrapassagem de instrumento endodôntico fraturado em terço médio de canal mésiovestibular de molar superior permanente utilizando a técnica de instrumentação reciprocante associada a instrumentação convencional manual e ao gel de E.D.T.A. 17%. Relato de caso: paciente do sexo masculino, 24 anos, normossistêmico, compareceu ao consultório odontológico privado com queixa de dor espontânea e encaminhamento para tratamento endodôntico do dente 17. O diagnóstico foi pulpite irreversível sintomática com indicação de tratamento endodôntico primário. A lima principal escolhida foi a Reciproc® R25 M-wire (VDW), que durante a instrumentação do canal mésiovestibular sofreu fratura por torção em terço médio inviabilizando a continuação em direção apical. Considerações finais: a associação da técnica convencional manual das limas Hedströen com a técnica reciprocante de corte reverso da lima Wave One® Gold Primary e o uso do gel de E.D.T.A. 17% permitiram ultrapassagem do fragmento de lima fraturado em terço médio do canal mésiovestibular do dente 17, promovendo selamento hermético, limpeza, modelagem e obturação satisfatórias.</p> 2020-12-16T11:38:31-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/9310 Uma Uma nova possibilidade para o tratamento da Agenesia dental: Relato de um caso clínico 2020-12-16T11:50:24-03:00 Bárbara Medrado dos Santos draalinefernandes@hotmail.com Amaro Ilidio Vespasiano Silva draalinefernandes@hotmail.com Gustavo Diniz Greco draalinefernandes@hotmail.com Aline de Freitas Fernandes draalinefernandes@hotmail.com <p>A agenesia dental é uma anomalia caracterizada pela falta do elemento dental, podendo estar associada a fatores genéticos ou fenômenos isolados. A falta do elemento dental pode alterar funções como a estética, fonética, deglutição, e até mesmo a vida pessoal do indivíduo. Diversos tratamentos podem ser preconizados dependendo da necessidade e condições do paciente, como cirurgia para instalação de implantes e próteses fixas. Portanto, o trabalho demonstra através de um caso clínico uma nova possibilidade para o tratamento da agenesia dental, considerando-se que a paciente não queria se submeter a procedimentos invasivos, além de possuir um incômodo imediato com a estética do seu sorriso. O tratamento proposto foi utilizar lâminas cerâmicas ultrafinas na reabilitação da estética e função, tendo em vista que são considerados materiais resistentes e duráveis quando corretamente indicados.</p> 2020-12-16T11:50:24-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/9438 Cisto ósseo traumático associado a odontoma composto: relato de um caso incomum 2020-12-16T11:57:29-03:00 Emanuelle Ferreira Alves emanuelle-alves2013@hotmail.com José Lucas Soares Ferreira JLUCAS_SF@HOTMAIL.COM Isadora da Costa Filgueira isadorafilgueira.if@gmail.com Sandrielly Laís Rodrigues de Lima sandrielly_lais@hotmail.com Silvestre Estrela da Silva Júnior silvestreestrela@hotmail.com Julierme Ferreira Rocha juliermerocha@hotmail.com <p><strong>Introdução: </strong>O cisto ósseo traumático (COT) é um pseudocisto que se apresenta assintomatico e é descoberta frequente em exames de rotina. Outra lesão também presente nos maxilares é o odontoma, sendo dividido em dois subtipos, o composto e o complexo; os odontomas são geralmente descobertos como um achado acidental, visto que não apresentam sintomatologia. <strong>Objetivo: </strong>O presente artigo objetiva relatar um caso incomum de um COT, associado a Odontoma Composto (OC). <strong>Relato de caso: </strong>Paciente do gênero masculino, 16 anos de idade, compareceu a clínica escola de odontologia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus Patos-PB referenciado pelo cirurgião-dentista após o mesmo solicitar exame radiográfico para tratamento ortodôntico e observar lesão radiolúcida em região anterior da mandíbula. Durante a anamnese, o paciente não relatou nenhuma alteração sistêmica ou doença de base, mas relatou trauma de infância na região acometida. Ao exame clínico intraoral, não foi observado nenhum aumento de volume na região. Realizou-se palpação na região, não havendo relato de dor. Ao analisar a radiografia panorâmica observou-se a presença de pequenas estruturas calcificadas com radiopacidade semelhante às estruturas dentárias, delimitada por uma linha radiolúcida, sugestiva de OC. Para melhor localização, delimitação, relação com estruturas anatômicas e planejamento cirúrgico da lesão, foi solicitado um exame de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC).<strong> Considerações finais: </strong>Com base nos achados clínicos e radiográficos, optou-se por abordagem cirúrgica à lesão cística e enucleação do OC, sob anestesia local. No pós-operatório de um ano o paciente evolui satisfatoriamente sem queixas clinicas.</p> 2020-12-16T11:57:29-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10724 Traumatismo dentário com luxação intrusiva com acompanhamento de seis anos: relato de caso clínico 2020-12-16T13:41:26-03:00 Amanda de Albuquerque Vasconcelos, Sra amanda_vasconcelos@hotmail.com Yohana de Oliveira Ponte yohanaponte@bol.com.br Daniela Cavalcante Girão danielagirao@gmail.com Juliana Tiethbol de Almeida Reis juliana@reisagro.com.br Sofia Vasconcelos Carneiro sofiacarneiro@unicatolicaquixada.edu.br Italo Sarto Carvalho Rodrigues italo.scr@gmail.com <p>Objective: This study is designed to report a clinical intrusion case, which exhibited enamel hypoplasia on the crown of tooth 11 and which underwent clinical and X-ray monitoring for six years. Case report: A three-year-old female patient exhibited intrusion of deciduous teeth 51, 52, 61, and 62. After X-ray, it was detected that teeth 51 and 61 had perforated the nasal cavity floor, but all four teeth had re-erupted and began to be monitored. After six months, teeth 51 and 61 exhibited bone loss in the interproximal area, as well as mobility, which led to tooth extraction. Teeth 52 and 62 re-erupted in a satisfactory position, and exhibited no signs and symptoms of infection, periapical alteration, or mobility. These teeth were therefore maintained in the arch. After six years, it was detected that tooth 11 had erupted with enamel hypoplasia. Final considerations: Long-term clinical and X-ray control proved essential, as it allowed for the early diagnosis of potential alterations, and minimized potential sequelae to the permanent teeth.</p> 2020-12-16T13:41:26-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10065 Impacto do uso de probióticos sobre o biofilme bucal 2020-12-16T13:49:38-03:00 Rafaela Hartmann Kasper rafaelakasper@gmail.com Gabriela Moraes Machado gabrielamoraesm1994@gmail.com Ingrid Sanada iwjribeiro@gmail.com Myrian Camara Brew mcbrew@terra.com.br André Wiltgen andrewiltgen@gmail.com Caren Serra Bavaresco c_bavaresco@yahoo.com.br <p>Objetivo: o objetivo desse estudo foi realizar uma revisão integrativa sobre o impacto do uso de probióticos sobre o biofilme bucal<strong>. </strong>Revisão de literatura: a busca foi feita nas bases de dados Scielo, Science Direct, PubMed e LILACS, utilizando-se como descritores os termos probióticos, biofilme, cárie e periodontite, nos idiomas português e inglês. Foram selecionados os estudos que delimitavam o assunto em relação ao biofilme bucal. Foram encontrados 1689 artigos e selecionados 48. Os resultados demonstraram empregabilidade otimista dos probióticos, visto que apenas 2 artigos selecionados não obtiveram resultados positivos. Dentre as bactérias probióticas, a <em>Lactobacillus salivarius</em> e a <em>Lactobacillus casei </em>foram as mais utilizadas. Sugerem-se produtos viscosos como meio de utilização, por sua boa substantividade. Considerações finais: Recomenda-se que sejam realizados mais estudos com metodologias comparáveis, para melhor compreensão do efeito dos probióticos no biofilme bucal e para que sejam padronizadas doses, modo de administração, tempo da duração do seu efeito, bem como as cepas e as espécies bacterianas mais eficazes para cada objetivo. Principalmente, compreender melhor o seu mecanismo de ação para que assim possa ser protocolada uma técnica eficiente, fundamentada e segura para sua aplicação.</p> 2020-12-16T13:49:38-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/10070 Impacto da cirurgia ortognática na qualidade de vida em pacientes com diferentes deformidades orofaciais: revisão de literatura 2020-12-16T14:03:50-03:00 Gilberto Heinzmann alihubner@gmail.com Silvana Alba Scortegagna alihubner@gmail.com João Paulo de Carli alihubner@gmail.com Rafaela Ricci alihubner@gmail.com Aline Hubner da Silva alihubner@gmail.com Maria Salete Sandini Linden alihubner@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> Este estudo tem por objetivo revisar a literatura acerca do impacto da cirurgia ortognática na qualidade de vida de pacientes com diferentes deformidades orofaciais e identificar a concepção e percepção dos pacientes em relação às correções de deformidades faciais de um quadro prévio ao procedimento até o momento da avaliação. <strong>Metodologia:</strong> Foi realizado um levantamento da literatura através das bases de dados PubMed e Medline utilizando os seguintes termos de busca: "ortognática", "distúrbios temporomandibulares", "qualidade de vida" e "psicossocial". Os artigos foram escolhidos nas línguas portuguesa e inglesa entre os anos de 1990 a 2019. <strong>Considerações finais: </strong>A correção das deformidades esqueléticas faciais e das irregularidades dentárias associadas, pela cirurgia ortognática, apresentam um impacto positivo na qualidade de vida dos pacientes através da melhora harmônica dos ossos esqueléticos faciais, resultando em uma estética facial favorável e em um aprimoramento das funções do sistema estomatognático.</p> 2020-12-16T14:03:50-03:00 ##submission.copyrightStatement## http://www.seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/9655 Restabelecimento de ponto de contato em dentes com coroas totais posteriores 2020-12-16T14:36:35-03:00 Jaisson Cenci jaissoncenci@yahoo.com.br Jussimar Scheffer Castilhos j.castilhos@hotmail.com Francielle Carneiro Hirata francielleh@gmail.com Kaohana Thaís da Silva kao_thais@hotmail.com Carlos Augusto Nassar canassar@yahoo.com <p><strong>Objetivo: </strong>A presença do ponto de contato é essencial para manter a saúde das estruturas periodontais, além de evitar inclinações dentárias e desgastes, conservando assim, uma oclusão ideal. O objetivo deste artigo é apresentar um relato de caso clínico com restabelecimento dos pontos de contato de forma conservadora, através da ortodontia e da dentística restauradora, em dentes com coroas totais. <strong>Relato de caso: </strong>Paciente do gênero feminino, 69 anos de idade, compareceu a clínica odontológica da universidade com queixa de impacção alimentar e desconforto na região superior posterior direita da arcada. Foi observado clinicamente ausência do ponto de contato entre os dentes 15, 16 e 17 e optado pelo tratamento multidisciplinar envolvendo a ortodontia e a dentística restauradora. Para isso, foram utilizados bráquetes no segundo pré-molar e no primeiro molar superior direito (dentes 15 e 16, respectivamente), e botões ortodônticos nas faces palatinas dos mesmos, e do segundo molar superior (dente 17), unidos por elástico corrente tamanho médio. Quando obtidos os pontos de contato, foi realizada a restauração do primeiro pré-molar direito (dente 17) com resina composta. <strong>Considerações finais: </strong>O uso de elásticos corrente e botões ortodônticos foram satisfatórios para a obtenção de pontos de contato entre esses dentes.</p> 2020-12-16T14:10:15-03:00 ##submission.copyrightStatement##