Efeitos das barreiras geográficas e comerciais sobre as exportações brasileiras de carne bovina (1996-2007)

  • Fernanda Schwantes
  • Marcelo José Braga
  • Antônio Carvalho Campos

Resumo

Este trabalho avalia os impactos das barreiras comerciais e das barreiras geográficas sobre as exportações brasileiras de carne bovina. O referencial teórico que fundamenta o presente estudo baseia-se nos delineamentos do modelo de gravidade e nos efeitos das tarifas e barreiras não tarifárias sobre as exportações. As informações dos 89 principais importadores mundiais da carne bovina brasileira, no período de 1996 a 2007, são agrupadas em um painel de dados, e os parâmetros do modelo gravitacional são estimados pelo método tobit. Os resultados apontam para a sensibilidade das exportações brasileiras de carne bovina à renda interna e à renda externa, à distância e ausência de litoral nos países importadores. Palavras-chave: Barreiras geográficas. Barreiras não tarifárias. Barreiras tarifárias. Exportações de carne bovina. Modelo gravitacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Schwantes
Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz, Universidade de São Paulo.
Marcelo José Braga
Pós-Doutorado na University of California at Davis, professor Associado no Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa.
Antônio Carvalho Campos
Pós-Doutorado na Purdue University, professor Titular no Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa.
Como Citar
Schwantes, F., Braga, M., & Campos, A. (1). Efeitos das barreiras geográficas e comerciais sobre as exportações brasileiras de carne bovina (1996-2007). Revista Teoria E Evidência Econômica, 18(38). https://doi.org/10.5335/rtee.v0i38.3427