Para além do Programa Bolsa Família: complexidade dos contextos, metamorfoses do desenvolvimento, crescer o bolo ou dividir a receita

  • Exzolvildres Queiroz Neto

Resumo

O presente artigo tem por objetivo dialogar sobre o Programa Bolsa Família (PBF) do governo federal em uma perspectiva espacial. O enredar do texto apresentará conotação teórica a partir de um esforço em analisar a dimensão socioespacial das escalas das políticas públicas de transferência de renda e, ao mesmo tempo, verifi car o caso do município de Oliveira - MG, estudado para a tese de doutorado defendida em dezembro de 2011. Será problematizado o tempo de circulação dos recursos do PBF no âmbito do município, suas vantagens, limitações e possíveis alternativas para aumentar o tempo dos efeitos benéfi cos dos recursos para além do consumo imediato. Outro ponto crítico é o efeito perverso da carga tributária que tende a perpetuar o mal que o próprio Estado brasileiro tenta superar: a desigualdade inter e intrarregional e a concentração da renda. Palavras-chave: Desenvolvimento. Dinâmica espacial. Espaço rural. Transferência de renda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Exzolvildres Queiroz Neto
Professor Adjunto da Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Curso de Desenvolvimento Rural e Segurança Alimentar. Doutor em Engenharia Agrícola: Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável Feagri/Unicamp.
Como Citar
Neto, E. (1). Para além do Programa Bolsa Família: complexidade dos contextos, metamorfoses do desenvolvimento, crescer o bolo ou dividir a receita. Revista Teoria E Evidência Econômica, 18(38). https://doi.org/10.5335/rtee.v0i38.3431