Evolução do uso de energia na estrutura de produção e consumo do Rio Grande do Sul: uma abordagem insumo-produto

  • Marco Antonio Montoya
  • Cássia Aparecida Pasqual
  • Nadia Mar Bogoni
  • Thelmo Vergara Martins Costa

Resumo

Com base na matriz insumo-produto do Rio Grande do Sul que inclui o setor produção de energia, este artigo se propõe a avaliar, de forma sistêmica, a evolução do uso de energia na estrutura de produção e consumo do Rio Grande do Sul, nos anos de 1998 e 2003. Verificou-se que os setores transporte; celulose, papel e gráfica e produção de energia apresentam os maiores requerimentos de energia do estado. Quando analisada a inter-dependência entre o consumo setorial de energia e a demanda final, corroborou-se que as oportunidades permanentes de ampliação do mercado energético do estado estão relacio-nadas particularmente ao consumo do setor transporte, agropecuária e indústria de ali-mentos e bebidas. Portanto, para um desenvolvimento sustentável da economia gaúcha, as políticas públicas e investimentos privados devem concentrar esforços principalmente nesses setores. Palavras-chave: Economia gaúcha. Insumo-produto. Requerimentos de energia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Montoya, M., Pasqual, C., Bogoni, N., & Costa, T. (1). Evolução do uso de energia na estrutura de produção e consumo do Rio Grande do Sul: uma abordagem insumo-produto. Revista Teoria E Evidência Econômica, 17(37). https://doi.org/10.5335/rtee.v17i37.4228

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

<< < 1 2 3 > >>