Viés de seleção, migração e saúde

  • Victor Rodrigues de Oliveira

Resumo

O objetivo do estudo é avaliar o impacto da migração sobre o estado de saúde individual. Esta hipótese proposta por Hull (1979) será testada a partir de três estratégias empíricas: i) um modelo probit ordenado, considerando o impacto da migração por meio de uma variável dummy; ii) um modelo probit multinomial para corrigir o viés de seleção; e iii) o método de estimação semiparamétrico proposto por De Luca e Perotti (2011). Os resultados dos modelos estimados indicaram que o viés de seleção é relevante no caso dos homens, enquanto o modelo que não corrige o viés é o mais adequado para as mulheres. Melhores condições de saúde estão associadas a maiores níveis de educação formal e de renda. Palavras-chave: Migração. Saúde. Viés de seleção.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-12-18
Como Citar
Oliveira, V. (2014). Viés de seleção, migração e saúde. Revista Teoria E Evidência Econômica, 20(43). https://doi.org/10.5335/rtee.v20i43.4598