As relações intersetoriais do setor energético na economia brasileira: uma abordagem insumo-produto

  • Marco Antonio Montoya UPF
  • Cássia Aparecida Pasqual UPF
  • Ricardo Luis Lopes UEM
  • Joaquim José Martins Guilhoto USP

Resumo

Este artigo avalia as relações intersetoriais do setor energético na economia brasileira, utilizando a matriz insumo-produto estimada para 2009. Verificou-se que o setor energético constitui-se no principal setor-chave da economia, estimula de forma abrangente o crescimento econômico e seus estímulos destacam-se na geração de produção, empregos e salários. As simulações sobre o setor energético mostraram que os setores serviços são os principais canais de transmissão dos impactos de um maior consumo de energia na economia brasileira. Trata-se, portanto, de um setor estratégico para o crescimento econômico que precisa de um fluxo contínuo de investimentos para incrementar sua produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-09-10
Como Citar
Montoya, M., Pasqual, C., Lopes, R., & Guilhoto, J. (2015). As relações intersetoriais do setor energético na economia brasileira: uma abordagem insumo-produto. Revista Teoria E Evidência Econômica, 21(44). https://doi.org/10.5335/rtee.v21i44.5353