Competitividade e barreiras não tarifárias nas exportações brasileiras de calçados

  • Ana Carolina Nunes Fraga
  • Orlando Monteiro da Silva

Resumo

Este trabalho tem por objetivo identificar a situação do setor calçadista brasileiro no comércio mundial. Foram levantados os dados dos maiores competidores, dos produtos mais exportados e dos principais mercados, e avaliados os índices de vantagem comparativa revelada e as medidas não tarifárias no período 1998-2011. Os resultados mostraram que ocorreu diversificação dos destinos das exportações e uma drástica redução do índice brasileiro de vantagem comparativa, com uma perda substancial de mercado. O calçado de couro natural, principal produto brasileiro do setor, vem perdendo participação no mercado para os calçados de plástico e borracha. Uma avaliação de barreiras tarifárias e não tarifárias indicou que elas não foram o fator decisivo na redução da competitividade. Um desafio importante para o setor é aumentar a produtividade doméstica, reduzir custos e investir em tecnologias que melhorem a qualidade dos produtos. Palavras-chave: Setor calçadista. Vantagem comparativa revelada. Medidas não tarifárias. Notificações técnicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-09-10
Como Citar
Nunes Fraga, A., & Silva, O. (2015). Competitividade e barreiras não tarifárias nas exportações brasileiras de calçados. Revista Teoria E Evidência Econômica, 21(44). https://doi.org/10.5335/rtee.v21i44.5355