A cadeia de carne de frango: uma análise dos mercados brasileiro e mundial de 2002 a 2012

  • Márcia Voila
  • Divanildo Triches

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar a evolução dos mercados brasileiro e mundial da carne de frango no período de 2002 a 2012 e as principais características de sua produção, importação e exportação. A metodologia utilizada baseia-se nos métodos estatísticos e descritivos. Os resultados indicam que a cadeia é altamente estruturada, que a produção nacional de carne de frango está concentrada nos três estados da Região Sul e em São Paulo, o que representa cerca de 70% do total. O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de frangos, com uma participação de 14,1% e uma taxa anual de crescimento média de 5,3%. Os Estados Unidos aparecem como principal produtor mundial, mas com queda na sua participação. A produção mundial de carne de frango cresce à taxa média de 4,3% ao ano. O Brasil e os Estados Unidos são também os principais exportadores mundiais de carne de frango com 72,0% do total comercializado. Os mercados consumidores de carne são bastante diversificados, dentre os três principais importadores, destacam-se Japão, Arábia Saudita e União Europeia, somando mais de um quinto do total. Por fim, o aumento do consumo tende a ser ocasionado pela preferência da população por carne branca e pela queda dos preços ocorridos ao longo do tempo. Esse fato deu-se, sobretudo, pelo desenvolvimento tecnológico e pelo aumento de escala de produção das empresas produtoras. Palavras-chave: Cadeia produtiva da carne de frango. Análise dos mercados brasileiro e mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-09-10
Como Citar
Voila, M., & Triches, D. (2015). A cadeia de carne de frango: uma análise dos mercados brasileiro e mundial de 2002 a 2012. Revista Teoria E Evidência Econômica, 21(44). https://doi.org/10.5335/rtee.v21i44.5357