Economia solidária, uma alternativa à geração de trabalho e renda em território semiárido: dificuldades e perspectivas

  • Kleber Ávila Ribeiro

Resumo

Este trabalho tem por objetivo mostrar o perfil socioeconômico das associadas e os gargalos que dificultam a sobrevivência dos empreendimentos de economia solidária, em particular, o da Associação de Mulheres Rendeiras no município de Petrolina, Pernambuco, impedindo-os, muitas vezes, de atuar como instrumento de geração de trabalho e renda em um território com poucas oportunidades econômicas. A metodologia utilizada para elaboração deste trabalho consistiu de uma pesquisa documental e de coleta de dados secundários realizada mediante aplicação de questionários estruturados em um universo amostral de 27 associados, realizada de 24 a 31 de outubro de 2014. Concluiu-se que a dificuldade de acesso às linhas de crédito tradicional convencional, a falta do conhecimento de instrumentos de gestão e falta de atuação em redes solidárias constituem-se nos principais entraves à sustentabilidade desse tipo de empreendimento solidário e autogestionário. Palavras-chave: Associativismo. Economia solidária. Geração de trabalho e renda.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-03-09
Como Citar
Ribeiro, K. Ávila. (2016). Economia solidária, uma alternativa à geração de trabalho e renda em território semiárido: dificuldades e perspectivas. Revista Teoria E Evidência Econômica, 22(46). https://doi.org/10.5335/rtee.v22i46.6753