Expansão da produção da cana-de-açúcar no Mato Grosso do Sul: uma análise do modelo shift-share

  • Josiane Araújo Verão
  • Jaqueline Severino da Costa
  • Rafael Forest

Resumo

As novas perspectivas para o etanol e o aumento do consumo de açúcar no mundo levaram a uma considerável expansão na produção de cana-de-açúcar. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é analisar a expansão da produção da cana no estado do Mato Grosso do Sul, Brasil, entre 1990 e 2011. O método utilizado foi o shift-share. Os resultados mostram que a principal causa da expansão da produção de cana-de-açúcar no estado foi o efeito área. O efeito substituição apresentou valor positivo para a cultura da cana-de-açúcar, confirmando que a cultura ganhou espaço dentro do estado. O efeito produtividade mantevese próximo a zero, não indicando grandes ganhos de produtividade. O efeito localização geográfica apresentou uma tendência decrescente, indicando que não houve mudança na localização das lavouras de cana-de-açúcar. Palavras-chave: Cana-de-açúcar. Expansão produtiva. Mato Grosso do Sul. Shift-share.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-03-09
Como Citar
Verão, J. A., Costa, J. S. da, & Forest, R. (2017). Expansão da produção da cana-de-açúcar no Mato Grosso do Sul: uma análise do modelo shift-share. Revista Teoria E Evidência Econômica, 22(46). https://doi.org/10.5335/rtee.v22i46.6755